domingo, 10 de maio de 2015

Luis Fabiano e Pato decidem para o 'mistão' do São Paulo contra o Flamengo.

0 comentários
Tempo ruim, chuva, dia das mães e um jogo que parecia não empolgar. São Paulo e Flamengo começaram a partida "preguiçosos", com um primeiro tempo sem grandes lances, mas os dois times deixaram a emoção para o segundo tempo. Com três gols na segunda metade da etapa final, o time tricolor levou a melhor, em casa, e venceu no Morumbi por 2 a 1 na estreia pelo Campeonato Brasileiro.
O Flamengo entrou em campo com força máxima, depois de fazer intertemporada após a eliminação nas semifinais do Campeonato Carioca contra o Vasco. O técnico Vanderlei Luxemburgo escalou: Paulo Victor; Pará, Bressan, Wallace e Anderson Pico; Jonas, Canteros (Eduardo da Silva), Almir (Lucas Mugni), Gabriel (Arthur Maia) e Everton; Marcelo Cirino.
Já o São Paulo escalou uma equipe mista de olho nas oitavas de final da Libertadores: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Lucão, Dória e Reinaldo; Rodrigo Caio, Souza, Hudson (Ganso), Wesley e Boschilia (Alexandre Pato); Luis Fabiano (Thiago Mendes). Pato e Ganso, dois jogadores que saíram do banco, mostraram poder de decisão no segundo gol.
A partida começou devagar, e o primeiro tempo não teve grandes emoções. O Flamengo criou perigo aos nove minutos, mas Everton parou na defesa de Rogério Ceni. Mais tarde, aos 35, Boschilia quase abriu o placar para o São Paulo ao cobrar falta para fora, rente à trave esquerda de Paulo Victor.
Pouco depois, aos 42, o goleiro do time rubro-negro fez grande defesa após cabeçada de Paulo Miranda. Com isso, a primeira etapa terminou sem gols.
No segundo tempo, porém, os dois times voltaram mais ligados, e, aos 11 minutos, Ceni fez outra boa defesa, desta vez após finalização de Gabriel.
Já aos 16, Anderson Pico salvou o Flamengo de forma espetacular. Luis Fabiano finalizou duas vezes, primeiro Paulo Victor defendeu, e, na segunda tentativa, o lateral-esquerdo tirou, de carrinho e no contrapé, em cima da linha.
Aos 23 minutos, o São Paulo quase foi punido por uma bobeira. Ganso recuou para trás, Dória deixou a bola passar, e Marcelo Cirino dividiu com Ceni já fora da área. Na sobra, Canteros tentou de cobertura, mas a bola foi para fora.
Depois das duas equipes criarem, os donos da casa foram premiados com o gol aos 28. Após bela troca de passes entre Souza e Pato, Wesley deu belíssima assistência por cima da zaga, e Luis Fabiano entrou livre para escorar de cabeça e abrir o placar no Morumbi.
A situação ficou ainda melhor para o time tricolor aos 34 minutos. Ganso deu assistência para Pato, que chutou cruzado de perna esquerda e ampliou a vantagem para o São Paulo.
O Flamengo, porém, não desistiu e ainda chegou a pressionar no fim. Aos 39 minutos, Ganso colocou a mão na bola, e o árbitro marcou o pênalti. Na cobrança, Everton descontou para os visitantes, mas não sobrou tempo para o empate.
A vitória na estreia do Campeonato Brasileiro dá ânimo para o time tricolor no duelo da próxima quarta-feira, quando o São Paulo visita o Cruzeiro no jogo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores. A ida, no Morumbi, foi 1 a 0 para os paulistas.
Já o Flamengo tem a semana para treinar visando o duelo contra o Sport, no Maracanã, no próximo domingo, pela 2ª rodada do Brasileirão. O São Paulo visita a Ponte Preta no mesmo dia.
FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 X 1 FLAMENGO
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP) 
Data: 10 de maio de 2015, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília) 
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (PE) 
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Clovis Amaral da Silva (PE) 
Cartões amarelos: Paulo Henrique Ganso e Hudson (São Paulo); Lucas Mugni (Flamengo)
Gols: 
SÃO PAULO: Luis Fabiano, aos 28, e Alexandre Pato, aos 34 minutos do segundo tempo
FLAMENGO: Everton (pênalti), aos 40 minutos do segundo tempo
SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Lucão, Dória e Reinaldo; Rodrigo Caio, Souza, Hudson (Paulo Henrique Ganso), Wesley e Boschillia (Alexandre Pato); Luis Fabiano (Thiago Mendes)
Técnico: Milton Cruz
FLAMENGO: Paulo Victor; Pará, Bressan, Wallace e Anderson Pico; Canteros (Eduardo da Silva), Jonas, Almir (Arthur Maia) e Everton; Marcelo Cirino e Gabriel (Lucas Mugni)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
Continue lendo ...

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Luis Fabiano joga os 90 e avisa: 'Vou voltar a ser o que era ainda este ano'

0 comentários
Perseguido por lesões durante toda a temporada, Luis Fabiano mostrou evolução física na vitória por 2 a 0 sobre o Flamengo, nesta quarta-feira, em Itu, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. O atacante do São Paulo ficou em campo durante os 90 minutos, o que não ocorria desde os 3 a 2 sobre o Vitória, em 5 de outubro. Foi exatamente depois daquele jogo que o Fabuloso  apresentou uma lesão muscular na coxa esquerda. Ele desfalcou a equipe em sete partidas. Voltou mal, foi criticado, desabafou e deixou em aberto a possibilidade de sair do clube na janela de transferências. Em Itu, porém, mostrou-se bem mais animado e confiante.

- Não tive oportunidade de fazer gol, mas saio feliz por ter melhorado a parte física - disse o atacante, que sofreu o pênalti que gerou o primeiro gol tricolor.
- Venho treinando bastante, tive uma melhora legal, batalhei, consegui me movimentar e não senti em nenhum momento a parte física. Aos poucos, vou adquirindo mais força. Vou voltar a ser o que eu era ainda este ano - emendou.

O próximo jogo do São Paulo é domingo, contra o Fluminense, no Rio de Janeiro. Mas Luis Fabiano não estará em campo.Ele recebeu o terceiro cartão amarelo diante do Flamengo.


Continue lendo ...

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Mais 'experiente', Reinaldo reencontra o Flamengo

0 comentários
Dono da posição na lateral esquerda, Reinaldo se firmou na equipe e ganhou a confiança da comissão técnica, companheiros e torcida. Discreto, o jogador soube esperar pela oportunidade e mostrar o seu futebol. E foi justamente diante do Flamengo, adversário do Tricolor nesta quarta-feira (13), que o atleta vestiu pela primeira vez a camisa do São Paulo. No dia 20 de junho, no amistoso realizado em Londrina, o lateral-esquerdo entrou logo após o intervalo e pôde estrear no clube.
De lá pra cá, Reinaldo acumulou mais 30 jogos e nesse período conheceu o mundo. Participou das disputas da Audi Cup (na Alemanha) e da Suruga (no Japão), além de conquistar a Eusébio Cup (em Portugal). O camisa 38 ainda teve a oportunidade de conhecer alguns países da América do Sul, como Chile e Colômbia, nas fases anteriores da Copa Sul-Americana deste ano.
"Creio que muita coisa mudou de lá pra cá. Agora, me sinto melhor no grupo e sei que tenho condições de ser titular. Estava muito nervoso e ansioso naquele jogo contra o Flamengo, porque ainda não tinha estreado pelo São Paulo, mas depois que entrei em campo consegui ficar mais tranquilo", recorda o jogador, de 24 anos.
Após debutar diante dos cariocas, Reinaldo não se firmou logo de cara no time. Apenas sete jogos depois da estreia, quando o Tricolor encarou o Corinthians (0 a 0), no Pacaembu, o atleta recebeu uma nova oportunidade na equipe. O lateral agarrou a nova chance e desde então não saiu mais do time.
"Esperei pela oportunidade e consegui aproveitar bem. Mas isso já ficou pra trás e temos que pensar sempre no próximo jogo. Nossa equipe vive um outro momento e temos que conseguir a vitória. O Flamengo também mudou bastante, mas temos condições de vencer em Itu", finalizou.
Continue lendo ...

Aloísio: "Meta é ser campeão"

0 comentários
Artilheiro da equipe são-paulina na temporada, com 21 gols ao lado de Luis Fabiano, o atacante Aloísio não faz questão de terminar o ano como o principal goleador do Tricolor. Campeão da Eusébio Cup em junho, após bater o Benfica em Portugal, o camisa 19 quer o título da Copa Sul-Americana, que garante uma vaga na Libertadores da América de 2014.
Autor de 28 gols em 2012, quando defendia o Figueirense, o Boi Bandido já afirmou diversas vezes que seu desejo era igualar a marca defendendo o São Paulo. No entanto, revelou que abre mão do feito para garantir o bicampeonato da competição continental, onde o time são-paulino enfrentará a Ponte Preta na semifinal.
"Sempre falei que tenho minimetas. Óbvio que tenho, mas minha primeira minimeta não é ser o artilheiro. Minha meta é ser campeão pelo São Paulo. Infelizmente o primeiro semestre não foi legal e o começo do Brasileiro também não. Por isso, minha meta é ser campeão da Sul-Americana. Temos essa chance clara de conseguir isso, porque chegamos bem até aqui", afirmou o centroavante.
Após eliminar Universidad Católica-CHI e Atlético Nacional-COL nas fases anteriores, o Tricolor decidirá o seu futuro no torneio diante dos campineiros. A primeira partida da semifinal, no Morumbi, está marcada para o próximo dia 20. O vencedor do confronto paulista pegará Libertad, do Paraguai, ou Lanús, da Argentina, na grande decisão da competição.
"Se conseguir esse feito (artilheiro), ótimo. Mas esse título seria muito melhor, não só pra mim, como para os meus companheiros também", finalizou o Boi Bandido, que representa a reação do Tricolor na temporada. O clube, que lutava contra o rebaixamento no Brasileiro, agora está firme por uma vaga na Libertadores.
Continue lendo ...

Ganso se recusa a dar desculpas para derrota e se conforma com fim da série invicta

0 comentários
Muricy Ramalho citou o cansaço pelo jogo e a viagem à Colômbia durante a semana e os jogadores relataram a má condição do gramado no estádio Durival Britto, mas Paulo Henrique Ganso se recusou a apontar qualquer um desses fatores como argumento para a derrota por 3 a 0 para o Atlético-PR.
O meia preferiu, apenas, se conformar com o fim da série invicta do São Paulo.
“Uma hora ia acontecer a derrota”, comentou o armador. A invencibilidade encerrada neste domingo durava dez partidas: o time tricolor não perdia desde quando levou 3 a 0 do Santos, em 2 de outubro, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro.
Mesmo raro em mais de um mês sem perder, o resultado não foi considerado uma tragédia pelo camisa 8. “Foram 12 horas de viagem (de volta da Colômbia), o campo estava ruim, mas nada disso é desculpa. O São Paulo não estava em uma tarde boa, quase nada deu certo”, analisou.
“Perdemos para uma excelente equipe, e fora de casa. Nada vai nos atrapalhar nem nos assustar. Temos que acertar os erros e trabalhar para voltar a vencer. Ainda estamos em boa fase”, assegurou o titular do time que está nas semifinais da Copa Sul-Americana e já não corre sério risco de rebaixamento no Brasileiro.
Antes de iniciar os duelos contra a Ponte Preta pela Sul-americana, o São Paulo, estacionado no meio da tabela do Brasileiro, tem duas rodadas da liga nacional, sendo a próxima enfrentando o Flamengo às 21h50 (de Brasília) de quarta-feira, em Itu – o jogo não pode ser no Morumbi por conta de punição do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).
Continue lendo ...

Em treino sem titulares, Luis Fabiano se esforça, mas passa em branco

0 comentários
Na reapresentação do elenco tricolor nesta segunda-feira, após a derrota por 3 a 0 para o Atlético-PR, apenas aqueles que não iniciaram a partida em Curitiba treinaram com bola no CT da Barra Funda. Entre eles, estava Luis Fabiano, que não viajou com o grupo para fazer trabalho de aperfeiçoamento físico em São Paulo.
O camisa 9 já havia ido a campo pela manhã, quando, ao lado de Renan Ribeiro, Lucas Farias, Caramelo, Rafael Toloi, Roger Carvalho, João Schmidt e Silvinho, realizou treino físico no campo menor do CT, sob os cuidados do preparador Zé Mário. À tarde, o trabalho foi técnico e contou com o comando de Muricy Ramalho.
O treinador dividiu os jogadores em três times, que se revezavam para duelar em apenas metade do campo. Luis Fabiano participou normalmente de toda a movimentação, que durou cerca de uma hora. O atacante se desdobrou na marcação ao ouvir os gritos de “vai, vai, aperta”, “boa, é isso aí” de Muricy. Por outro lado, não conseguiu balançar a rede nas duas vezes que arriscou ao gol.
Já Osvaldo, sem marcar em jogos oficiais desde fevereiro, deixou o seu no treino, em lance bonito que arrancou aplausos dos demais. O zagueiro Rafael Toloi, recuperado de dores no tornozelo, também trabalhou sem problemas. É possível que todos ganhem chance nesta quarta-feira, diante do Flamengo, já que Muricy Ramalho avisou que pretende poupar alguns jogadores.
Após o revés diante do Atlético-PR, o treinador considerou que errou no planejamento por não ter escalado uma equipe reserva em função do desgaste dos titulares. Além do Campeonato Brasileiro, o São Paulo joga a Copa Sul-Americana neste fim de ano. Na semifinal do torneio, o Tricolor pega a Ponte Preta apenas na quarta-feira da semana que vem.
Continue lendo ...

Aloísio torce por renovação: ‘Tudo que faço é pensando no São Paulo’

0 comentários
Principal referência do ataque do São Paulo nos últimos jogos, Aloísio tem apenas sete meses de vínculo com o clube. Daqui a trinta dias, portanto, ele já pode assinar um pré-contrato com qualquer outra equipe, mas o jogador nem quer pensar na possibilidade de deixar o Morumbi a partir de junho da próxima temporada.  Ele espera que as negociações sobre renovação aconteçam logo.
- Se teve alguma conversa, meu empresário não comentou comigo. Estou aqui há 11 meses e é óbvio que eu espero renovar. Tudo que eu faço é pensando no São Paulo, mas não posso chegar na mesa do presidente e falar “renova logo”.
Contratado do Figueirense no início do ano, Aloísio já vinha se destacando como boa opção para o ataque, mas foi nas últimas duas semanas que explodiu. Foram sete gols em 15 dias, todos comemorados com uma “voadora” nos companheiros e também no técnico Muricy Ramalho. Bastou para ele virar o novo xodó da torcida, ganhando até camiseta especial como ação de marketing do clube.
Os números falam a favor de Aloísio. São 21 gols na temporada, sendo dez só no Campeonato Brasileiro, onde ele é o artilheiro do time. É ele, também, quem mais vestiu a camisa tricolor no ano de 2013, com 66 partidas até o momento.
Titular ou reserva, eu vou continuar trabalhando da mesma forma, não vou mudar uma vírgula. Espero que o clube queira contar comigo”
Aloísio
- Eu trabalho com mini-metas, e fazer gol é uma delas. Mas a primeira não é ser artilheiro, e sim campeão. Quando cheguei, nosso primeiro semestre não foi legal, nem o começo do Campeonato Brasileiro. Agora temos uma chance muito clara na Sul-Americana. Se eu for o artilheiro, ótimo, mas o título será muito melhor para a minha carreira e para meus companheiros.
O crescimento de Aloísio vem em boa hora para o São Paulo. Ao mesmo tempo em que o atacante se destaca, Luis Fabiano tenta sair da má fase. Recentemente, o camisa 9 sofreu lesão na coxa esquerda e ficou fora de seis jogos. Voltou contra o Nacional de Medellín, na Copa Sul-Americana, mas não foi bem e agora está sendo poupado das partidas para fazer recondicionamento físico, enquanto Aloísio e Ademilson ganham força na equipe titular.
Após o jogo na Colômbia, Luis Fabiano cobrou uma sequência entre os 11 iniciais e também não descartou a possibilidade de deixar o São Paulo na próxima temporada. A diretoria, no entanto, minimizou o discurso do atacante e garantiu sua permanência. O imbróglio não atrapalha Aloísio. Independentemente se começará 2014 como titular ou reserva, ele avisa que a vontade é de seguir no Morumbi.
- Titular ou reserva, eu vou continuar trabalhando da mesma forma, não vou mudar uma vírgula. Espero que o clube queira contar comigo. Tenho até junho do ano que vem para tentar provar meu valor.
Continue lendo ...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...